A Paixão Nacional

Futebol, também conhecido como a paixão nacional. O esporte mais popular do mundo. Acima uma foto de um antigo capitão da seleção brasileira erguendo a taça da Copa do Mundo. Abaixo a foto de um homem buscando o que comer ao lado de porcos em um lixão. A questão que surge então: Há ligação entre estas imagens?

O futebol à primeira vista, parece uma das melhores invenções do homem. Um esporte que desperta paixões, movimenta a economia, leva famílias aos estádios, com seus ídolos dando bons exemplos, etc. Uma infinidade de argumentos positivos, principalmente levantados pela mídia. O que este post irá expor, começa exatamente neste ponto. A mídia repassa o que lhe interessa. Como qualquer organização com fins lucrativos, as empresas voltadas para a mídia visam o lucro. Para gerar lucro, a mídia vende espaço para anúncios ao longo do dia. Os espaços mais caros são, obviamente, os com maior audiência, e é nessa hora que a paixão nacional volta. A ligação entre o futebol e a mídia é claro, a mídia lucra com o futebol, já que o mesmo gera audiências extraordinárias, além de alienar a população.

A respeito da alienação gerada pelo futebol, vamos considerar dois pontos. O primeiro quanto as pessoas precisarem de um momento de relaxamento e de escape, para o stress por exemplo, e o outro é o espaço reservado para esse esporte nas mídias.

 Quanto ao relaxamento e ao escape necessários, a maioria das pessoas recorre ao futebol, como lazer. Logo, as organizações voltadas para o futebol se utilizam dessa paixão para lucrar. Estas mesmas empresas são algumas das que patrocinam os times de futebol, por exemplo, e usam o espaço disposto pela mídia para propaganda. Então, cada vez mais ambas incentivam o povo a se apaixonar pelo esporte e gerar mais lucros.

Combinado com o primeiro ponto, chegamos ao segundo, o espaço reservado para o futebol nas mídias. Em vez de os jornais dedicarem algum tempo para informar as pessoas de algo realmente importante, ou de usar esse tempo para educação, ou indicações construtivas, por exemplo, esse espaço é utilizado para a paixão nacional.

Ao se juntar os dois pontos, com um terceiro, de que o estado, na pior das hipóteses, aumenta a sua arrecadação de impostos em cima dessas empresas todas que geram mais lucro, é sensato se chegar à conclusão de que interessa para as empresas, mídia e estado que o povo continue dando importância ao futebol e esquecendo seus reais problemas. Assim, o povo continua inocente e os poderosos enriquecendo.

Outro bom exemplo quanto ao potencial de alienação do futebol é a ditadura militar brasileira. A qual se utilizou de diversos tipos de propaganda, entre eles o futebol, para manter a população ocupada, feliz e acreditando em seu país.

O último ponto a ser abordado para este tema, refere-se a criação de falsos heróis. Como a sociedade não tem reais heróis, um meio de suprir essa necessidade, criada por diversos motivos, como por exemplo, os filmes americanos, é utilizando-se dos grandes jogadores de futebol que acabam por incorporar essas figuras.

Para responder então a pergunta feita no início do post, após considerar todo o escrito até agora, precisamos ligar todos os fatos. Se a população se encontra alienada, sendo um dos motivos para tal o futebol, os jornais informam menos do que poderiam (desconsiderando-se os outros e diversos problemas referentes à mídia a serem abordados em outro post), temos falsos heróis para nos desviar a atenção e essa conjuntura toda interessa para os mais esclarecidos e poderosos, podemos ligar facilmente as fotos acima. Por as pessoas estarem alienadas e desinteressadas nos reais problemas que deveriam lhes preocupar, enquanto se divertem assistindo ao show oferecido pela mídia, por interesse das empresas e estados (primeira foto) o povo acaba que por deixar passar e não conhecer mais a fundo o que deveria lhe chamar a atenção e não se levanta a seu favor.

Observações:

1 – O futebol, obviamente, não é o único problema relacionado aos pontos expostos a cima, no entanto, para demonstrar sua influência, é necessária uma análise a parte do mesmo.

Abaixo um vídeo a respeito do poder da mídia na formação de paixões:

Anúncios